quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

O primeiro amor



janis joplin | kozmic blues

Dizem
que o primeiro amor é o mais importante.
É muito romântico,
mas não é o meu caso.

Algo entre nós houve e não houve,
deu-se e perdeu-se.

Não me tremem as mãos
quando encontro pequenas lembranças,
aquele maço de cartas atadas com um cordel,
se ao menos fosse uma fita.

O nosso único encontro, passados anos,
foi uma conversa de duas cadeiras
junto a uma mesa fria.

Outros amores
continuam até hoje a respirar dentro de mim.
A este falta fôlego para suspirar.

No entanto, sendo como é,
não lembrado,
nem sequer sonhado,
consegue o que os outros não conseguem:
acostuma-me com a morte.

Wislawa Szymborska

4 comentários:

josé luís disse...

uau vanessa
grande post

{e um azul...}

Moi disse...

Já não entrava aqui há algum tempo, gostei do novo look!


Gostei das palavras... o primeiro amor, é sempre o primeiro... as lembranças sempre ficam.





Beijos

paula disse...

http://www.ionline.pt/boa-vida/wislawa-szymborska-voz-da-consciencia-escreveu-sociologia-verso

*

Vanessa disse...

sim, eu sei.

(...)

*