quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Heaven is a place on earth with you



lana del rey | video games

O contacto do corpo dele - disse Constance.
- É isso mesmo. O contacto do corpo dele. Ainda hoje não esqueci, e nunca esquecerei. Se há um céu, ele estará lá, e deitar-se-á a meu lado para eu poder dormir. (...) O contacto do corpo dele. Porque os laços do amor são difíceis de desatar.
- É terrível ter um homem nas veias - comentou Constance.
- É isso que faz sofrer muito. (...) Mas tudo quer separar um homem e uma mulher quando eles vivem unidos.
- Fisicamente unidos.
- Exactamente. Há pessoas que têm um coração de pedra. (...)
Dentro daquela mulher ardia subitamente um estranho ódio.
- Mas pode durar assim tanto tempo a recordação de um contacto? - perguntou Constance - A ponto de perdurar ainda?
- Oh, Lady Chaterley, mas que outra coisa é que pode perdurar? Os filhos crescem e vão-se embora. Mas o homem é diferente! E até isso os outros querem matar dentro de nós, a lembrança desse contacto. Até os filhos. Se ele não tivesse morrido, talvez até nos separássemos um dia, quem pode saber! Mas o sentimento é diferente. O melhor é não nos prendermos. Mas quando vejo uma mulher que nunca foi aquecida por um homem, tenho pena dela, por melhor que se vista e melhor vida que tenha, parece-me um pobre mocho. Não, nada me fará mudar de opininão. Não me importo nada com o que pensem as outras pessoas.

D. H. Lawrence

1 comentário:

paula disse...

quando vejo uma mulher que nunca foi aquecida por um homem, tenho pena dela, por melhor que se vista e melhor vida que tenha, parece-me um pobre mocho
:)